Quinta-feira, 22 de Março de 2012

Neste primeiro dia de Portugal Fashion o designer formado pela Academia de Moda do Porto, Júlio Tocarto mostra  uma colecção direccionada para o público masculino inspirada num poema de Alberto Caeiro.

A inspiração vinda deste heterónimo de Fernando Pessoa resultou num retrato da natureza admirada por Caeiro com fatos tradicionais de três botões e de trespasse reinventados para o homem moderno e urbano,  camisas com aplicações em pele,malhas tingidas que retomam a memória das folhas de Outono e calças que variam entre o slim e o baggy. As cores preto, cinza, azul e verde floresta foram as escolhidas para a colecção

Porque,

 

"Antes o vôo da ave, que passa e não deixa rasto, 
Que a passagem do animal, que fica lembrada no chão. 
A ave passa e esquece, e assim deve ser. 
O animal, onde já não está e por isso de nada serve, 
Mostra que já esteve, o que não serve para nada. 
A recordação é uma traição à Natureza, 
Porque a Natureza de ontem não é Natureza. 
O que foi não é nada, e lembrar é não ver. 
Passa, ave, passa, e ensina-me a passar! "

 

 

Catarina Gonzaga



publicado por stylolisboa às 23:30 | link do post | comentar
|

mais sobre mim
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Calzedonia - Praia Verão ...

Jeffrey Campbell um nome ...

Estelita Mendonça - Para ...

My stock

Susana Bettencourt

Autopsy by Jordann Santos...

“La Hire” - Fernando Lope...

Luís Buchinho Knitwear - ...

Júlio Torcato outono/inve...

Ricardo Preto

arquivos
tags

aw12

burberry

christopher bailey

cultura

entrevistas

estilistas

eventos

fotografia

jordann santos

london fashion week

maquilhagem

marcas

moda lisboa

portugal fashion

quem somos

street style

tendências

todas as tags

Contador
blogs SAPO
subscrever feeds