Domingo, 11.03.12

Nuno Gama encerrou o terceiro dia de desfiles da semana da moda em Lisboa. Uma colecção que colocou em alta toda beleza e encanto masculinos bem como a sua virilidade e elegância. As tendências antigas voltam em força utilizadas num espírito completamente actual.

 

O blazer, de construção tradicional foi uma constante conjugado com camisa ou malhas de materiais luxuosos. A calça continua justa, perfazendo uma silhueta mais longilínea e o sapato de atacador regressa em força, completando a imagem, destes novos gentlemen urbanos. Retornam também a Samarra, os grandes sobretudos e as grandes golas de raposa que para além do conforto climatérico, emolduram o rosto.

 

A variedade de tecidos foi notável, principalmente no que respeita a lãs, caxemiras e algodões mercerizados, que conferem otoque especial às peças. As cores dominantes foram o azul china, petróleo, garrafa, chocolate e bordeaux, assente sob neutros, acinzentados, com um toque de azul glaciar e de um requintado camel. Cortado por um cheirinho discreto do mostarda, que polvilha tudo com atrevimento enérgico e sorridente.

 

As boinas, que surgiram com muita frequência, bem como o pormenor dos bigodes foram detalhes interessantes para a compreensão da mensagem transmitida pelo estilista.

 

Esta nova colecção – Be God’s -, de acordo com Nuno Gama em declarações ao Daily Moda Lisboa, não foi elaborada de acordo com o tema geral relativo ao moda Lisboa – Freedom – mas sim de acordo com “aquilo que os meus clientes esperam de mim. Tudo o resto se relativiza em função da opinião deles. Nem acho que seja uma questão de liberdade mas sim de inteligência de perceber que a moda é um meio de comunicação, e caso o recetor não receba a mensagem o ciclo fica incompleto. Há que estar muito atento, ouvir bem, tudo e todos e reagir. Qual a minha postura sobre o assunto. Penso que é isso que os clientes esperam de mim.”

 

 

A equipa styloLisboa conversou com alumas das pessoas que estiveram presentes no desfile:

 

 

 

 

 

 

 (Daily Moda Lisboa)

 

 

 (Daily Moda Lisboa)

 

 

 (Daily Moda Lisboa)

 

 

 (Daily Moda Lisboa)

 

 

 (Daily Moda Lisboa)

 

 

 

 

 

Texto: Raquel Rebelo

Imagem: Telma Correia

Entrevista: David Revés

 



publicado por stylolisboa às 09:16 | link do post | comentar
|

Sábado, 10.03.12

"The Man I Love" foi o tema escolhido para esta colecção de Nuno Baltazar.

Para o inverno 2013 surge uma linha de peças que se reflectem na interpretação pessoal do estilista sobre o universo feminino, os contrastes que nele existem assim como a condição do "ser mulher". 

Sobre a paleta  de cores podemos observar dois grupos: no primeiro há preto, canela, laranja e sanguínea; no segundo vemos tonalidades naturais, carvão, argila, nude e terra.

Para além dos vestidos longos que são a marca de Nuno Baltazar, o estilista mostrou macacões, vestidos curtos e peças com ombros volumosos. A escolha de materiais podemos ver que foi bastante adequada para conseguir um look feminino, urbano, sofisticado e easy-wear que se enquadra na estação para que foram concebidos. "Telas clássicas de ottomans, espinhas e sarjas em misturas inesperadas de algodão, lã, viscose, cupro e seda natural."

Os acessórios escolhidos dão o toque final a uma colecção que prima por elevar o carácter feminino, desde os stilletos, aos cintos pretos com apontamentos dourados que marcam a cintura e desenham uma silhueta em H, às luvas e clutches.

 

 

A equipa styloLisboa quis saber algumas opiniões

 

 

 

 

 

 

 

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 

(propagandistasocial)

 


 

Texto: Catarina Gonzaga
Imagem: Telma Correia
Entrevista: Raquel Rebelo


publicado por stylolisboa às 21:48 | link do post | comentar
|

“Vestir o Fado” é o tema da colecção que Miguel Vieira apresentou há momentos no Moda Lisboa.

Buscando o tradicional mas enquadrando-o na modernidade, no actual, este designer do norte criou linhas clássicas com apontamentos estampados, padrões e jogos de textura com vários tecidos.

Para tal usou diversos materiais como cetins, sedas, lãs puras, pelos, lantejoulas, peles, algodões, tecidos jacquard, etc., todos desenvolvidos pelo seu atelier.

As silhuetas masculinas centram-se no corte de alfaiate, muito estruturado, enquanto as femininas tendem para formas de ampulheta, que variam entre longas e curtas.

Pretos, cinzas, castanhos, beges, vermelhos e verdes compõem a paleta de cores, diversa mas que se complementa na perfeição.

As linhas, quase esculpidas, apresentavam-se fluidas, leves, com movimentos coordenados, numa aura etérea.

Uma colecção que elevou a elegância ao extremo, onde não poderiam faltar acessórios para complementar todos os looks.

 

A equipa StyloLisboa apurou algumas opiniões após o desfile:

 

 

 

 



 

(Vogue)

 

 

 

(Vogue)

 

 

 

(Vogue)

 

 

 

(Vogue)

 

 

 

(Vogue) 

 

 

 

 

 

Texto: David Revés

Imagem Telma Correia

Entrevista: Daniela Lapo

 



publicado por stylolisboa às 20:22 | link do post | comentar
|

Piotr Drzal é o estilista convidado desta edição do Moda Lisboa Outono/Inverno 2012-2013. O designer polaco contemplou-nos então com uma colecção inspirada no futebol americano, tornando-se assim uma visão futurista do Gentleman look.  Os cortes acentuados e a geometria matemática presente são quebrados pelas linhas suaves que são evidenciadas nos ombros, tornado assim peças desportivas num estilo formal mas, claro, ao mesmo tempo confortável. Predominam também as camisas estampadas em padrão riscado, com tecidos como nylon, lã, seda, algodão.  O chapéu é também mostrado como uma grande tendência.

Segundo o estilista “Go, Now, Here, é um jogo rápido, com composições, conjuntos e possibilidades de escolha.”

O preto, bege, azul e bordeaux são as cores predominantes. Esta é uma linha que se pode considerar simplista mas bastante elegante.

Piotr Drzal é o convidado desta edição no seguimento de um protocolo de intercâmbio de criadores entre a Associação Moda Lisboa e as organizações de 'fashion weeks polacas'.

 

 

A equipa styloLisboa conversou com algumas das pessoas que estiveram presentes no desfile:

 

 

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

Texto: Daniela Lapo

Imagem: Telma Correia

Entrevista: Catarina Gonzaga

 



publicado por stylolisboa às 19:06 | link do post | comentar
|

Foi hoje que Maria Gambina apresentou a sua nova colecção Outono/Inverno.  O urbanismo a que já nos habituou continua a ser uma constante na busca de inspiração da estilista. No entanto desta vez foi marcado pela inserção de traços referentes ao hockey.

 

O desfile foi essencialmente marcado pela introdução de peças extremamente largas, quer no que toca a camisas, saias ou vestidos. Não existe de todo uma acentuação das formas do corpo humano. A silhueta em “Y” permite uma conjugação entre o extra-large e o muito curto. As cores predominantes foram o azul royal e o vermelho luminoso, inspiradas Elizabeth Fraser, vocalista do grupo Cocteau Twins, sendo também notável a utilização do preto.

 

De acordo com a estilista esta é uma colecção que “assenta numa reversão nos materiais: materiais citadinos, como fazendas e lãs, surgem-nos em peças streetwear, com uma componente gráfica muito acentuada; materiais técnicos aparecem-nos em peças citadinas, como o blazer e o vestido.”

 

 

A equipa styloLisboa falou com algumas das pessoas que assstiram ao desfile

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

Texto: Raquel Rebelo
Imagem: Telma Correia
Entrevista: Catarina Gonzaga


publicado por stylolisboa às 17:22 | link do post | comentar
|

Daniel Dinis apresentou hoje no Moda Lisboa mais uma colecção, desta vez para a temporada outono-inverno 2012/13.

Reciclar é o conceito patente: lãs, sarja de algodão encerada, rib jersey, jersey de lã, popelina de algodão, materiais vindos de colecções anteriores do designer.

Num espírito com raízes no Tibete e em “Siddhartha" de Herman Hesse , Daniel Dinis faz uma assunção a um estilo de vida nómada, sereno, numa altura em que a simplicidade vem sendo cada vez menor.

A paleta de cores centra-se nos pretos e cinzentos. Muito neutra, mas com apontamentos de azul-escuro, castanho e laranja luminoso.

Sónia Pessoa colabora na linha, no que diz respeito a acessórios, nomeadamente cachecóis, gorros e luvas, todos manufacturados em lã virgem.

 

A equipa styloLisboa conversou com algumas das pessoas que assistiram ao desile, bem como um dos modelos que desfilou pelo estilista: 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

´
(propagandistasocial)

 

 

 

 

Texto: David Silva Revés

Imagem: Telma Correia

Entrevista: Daniela Lapo

 

 

 

 

 



publicado por stylolisboa às 17:15 | link do post | comentar
|

PORTA #2 | HOME.

 

Os Burgueses propõe uma reflexão sobre a Casa, sobre a nossa Casa, sobre as Casas.

A dupla composta por Euleutério e Mia apresenta a colecção outono/inverno 2012/2013 hoje na semana da moda portuguesa. Vimos um desfile de materiais consistentes e tecidos quentes, onde das cores neutras como o branco, os cinzas e o preto surge o encarnado.

Nesta colecção temos uma linha de peças que marcam a silhueta feminina, e em que as aplicações de fechos e os botões deixam a marca desta dupla nas saias, calças, vestidos e casacos compridos.

Para o Verão de 2012 os Burgueses abriram a primeira porta, para o outono inverno 2012/2013 a segunda porta que se abre é para um espaço de diálogo e reflexão.

 

 

 

A equipa styloLisboa tentou averiguar algumas das reacções ao desfile:

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

(propagandistasocial)

 

 

 

Texto:Catarina Gonzaga
Imagem: Telma Correia
Entrevista: David Revés


publicado por stylolisboa às 16:15 | link do post | comentar
|

 

Valentim Quaresma abriu o terceiro dia de desfiles da Moda Lisboa. Através de um estilo alternativo e bastante sensual, o estilista mostrou a sua colecção vírus.

A linha pauta por uma espécie de propagação em cadeia de ideias e formas, utilizando cores como o preto e o prateado.  A nudez no tronco dos modelos conjugada com a cara tapada fez com que se prestasse atenção ao essencial da colecção: as jóias, assinados pelo estilista. O desfile ficou marcado pela posição estátua dos modelos.

 

 

A equipa styloLisboa foi saber a opinião de pessoas que estiveram presentes no desfile

 

 

 

 

 

 

 

 

(Moda Lisboa)

 

 

(Moda Lisboa)

 

 

(Moda Lisboa)

 

 

(Moda Lisboa)

 

 

(Moda Lisboa)

 

 

 

 

 

Texto: Daniela Santos

Imagem: Telma Correia

Entrevista:  Raquel Rebelo



publicado por stylolisboa às 16:01 | link do post | comentar
|

A prosposta de Dino Alves para a colecção Outono/Inverno 2012/2013 surge com o tema "Sombra Brilhante". Sombra na civilização oriental significa "luz", e essa evocação ao universo oriental reflectiu-se nesta colecção, através das cores, formas e estampados.

A ordem escolhida par a apresentação da colecção foi bastante inteligente; começou pelo branco, evoluiu para os tons quentes que depois deram lugar aos estampados. Viram-se muitas cores, desde o preto, branca ecinza, até ao amarelo, verde, vermelho e beringela; jogadas nos degrades, prints e estampados coloridos. OS materiais de eleição para o próximo Outono/inverno foram as lãs, sedas, viscoses, veludo de algodão, popeline, pele falsa e tecidos tecnológicos.

Os efeitos luz e sombra e as proporções desiquilibradas que esta linha apresenta enquadram-se com o styling, com a ideia de que a sombra traz criatividade, espontaneidade e emoção profunda.

Nesta colecção a mesma  silhueta aparece justa e longilínea, curta e oversized.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                          

 

 

Por:Catarina Gonzaga


publicado por stylolisboa às 13:05 | link do post | comentar
|

V!TOR.LAB abriu o segundo dia do Moda Lisboa com a colecção Life and Death, "uma celebração da vida que se reflecte em morte".

O preto é a cor que dita esta colecção de peças desalinhadas e irreverentes, onde se vê um jogo de materiais sintéticos com a predominância do algodão. Surgem ainda, do preto, o vermelho e o branco em pormenores gráficos

Vitor Bastos faz uma homenagem à vida e à sua celebração, sendo este trabalho um reflexo da colecção anterior.

 

 

 

(Daily Moda Lisboa)

 

 

(Daily Moda Lisboa)

 

 

 

(Daily Moda Lisboa)

 

 

 

(Daily Moda Lisboa) 

 

 

 

(Daily Moda Lisboa)

 

 

Na clássica e confortável sala A desfilou por V!TOR. LAB a modelo portuguesa Fiona


(Daily Moda Lisboa)

 

 

A equipa styloLisboa conversou com algumas das pessoas que estiveram presentes no desfile:

 

 

 

 

Por:Catarina Gonzaga

Imagem: Telma Correia

Entrevista: David Revés



publicado por stylolisboa às 12:45 | link do post | comentar
|

mais sobre mim
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Júlio Torcato outono/inve...

Hugo Costa

Andreia Lexim

O homem do Mundo

Fly London Primavera/Verã...

Alexandra Moura outono/in...

Colecção Pedro Pedro

RICARDO DOURADO no Moda L...

Marques'Almeida.LAB outon...

Ricardo Andrez

arquivos
tags

aw12

burberry

christopher bailey

cultura

entrevistas

estilistas

eventos

fotografia

jordann santos

london fashion week

maquilhagem

marcas

moda lisboa

portugal fashion

quem somos

street style

tendências

todas as tags

Contador
blogs SAPO
subscrever feeds